Ir para conteúdo
Acompanhe-nos:
Facebook
Bem Vindo Cidadão! Divinópolis, 26 de Maio de 2017


Ir para conteúdo

Prefeitura
Acompanhe-nos:
Facebook

UNIDADE FISCAIS
UPFMD - Unidade Padrão Fiscal - R$ 69,65
Agenda Teatro
Notícias
Principal   Notícias
 
17/04/2017
› Semusa inicia vacinação contra influenza em 36 unidades de saúde

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), através da diretoria de Vigilância em Saúde - Central de Imunização, divulgou nesta segunda-feira (17/04) nota técnica relativa à Campanha Nacional Contra a Influenza/2017. A vacinação começou nesta segunda-feira (17/04) em Divinópolis e vai até 26 de maio, nas 36 unidades de saúde da cidade.

As salas de vacina nas unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF) funcionam de 8 às 16h e nos Centros de Saúde de 8 às 16h30. No dia 13 de maio acontecerá ainda o “Dia D” de vacinação de 8 às 17h.

Já foram entregues na cidade 10 mil doses da vacina, parte destas foi destinada à vacinação dos trabalhadores de saúde (unidades assistenciais, centros de saúde, hospitais, laboratórios de análises clínicas, centros especializados) e outra parte para a população geral.

O objetivo da vacinação é reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza, na população alvo para a vacinação. Fazem parte dos grupos prioritários em Divinópolis 51.160 pessoas, sem contar os professores, pois ainda está sendo calculado o número destes profissionais na cidade. A meta é vacinar 90% deste total.

De acordo com a enfermeira Raquel Silva Assunção, responsável pelo Central de Imunização, os municípios receberão o quantitativo total das doses em cinco parcelas, Divinópolis já recebeu uma parcela na semana passada e outra será entregue esta semana.

Alguns estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias, de 39% a 75% a mortalidade global e em, aproximadamente, 50% nas doenças relacionadas à influenza. As ações de prevenção da transmissão da influenza são etiqueta respiratória e lavagem das mãos.

Mesmo com bons índices de eficácia, a vacina é contraindicada para uso por indivíduos com história de reação alérgica grave às proteínas do ovo (ovo ou produtos do ovo), às proteínas de galinha, a qualquer componente da vacina.

 

 

Grupos Prioritários

De acordo com a informação na nota técnica, emitida pelo Setor de Imunização da Semusa, a vacina contra a influenza será disponibilizada à população com base nos critérios de inclusão preconizados pelo Ministério da Saúde e a novidade em 2017 é que a vacinação contra a influenza foi ampliada para professores na ativa da educação infantil, ensino fundamental, médio e superior das escolas públicas e privadas, pelo alto risco de exposição destes profissionais.

Continuarão sendo vacinados: crianças de seis meses a menores de 5 anos (4 anos, 11meses e 29 dias), as puérperas (mulheres no período até 45 dias após o parto); gestantes em qualquer idade gestacional; pessoas com 60 anos ou mais de idade, trabalhadores de saúde que exercem atividades em unidades que fazem atendimento para a influenza atuando diretamente no atendimento aos casos suspeitos e diagnosticados da doença (este grupo será vacinado no seu local de trabalho).

Lembrando que as crianças de 6 meses a 8 anos 11 meses e 29 dias nunca vacinadas recebem duas doses com intervalo de 30 dias, mas as que já receberam uma dose não precisa receber duas doses, mas somente uma dose.

A vacina contra a influenza também será disponibilizada para as pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (conforme listagem definida pelo Ministério da Saúde em conjunto com sociedades científicas), mediante apresentação do relatório médico com justificativa.

 

A população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional também receberão a vacina, bem como os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medida socioeducativa.

 

Documentação

 

Importante lembrar que é fundamental levar o cartão de vacinação e documento de identificação pessoal para todos os grupos prioritários. As puérperas deverão apresentar documento pessoal e documento que comprove a gestação (certidão de nascimento do filho ou cartão de gestante).

Professores e Trabalhadores da saúde devem apresentar documento pessoal e documento que comprove vínculo ou categoria profissional (contracheque, crachá, etc). A apresentação da prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina será obrigatória para o grupo de comorbidade, durante a campanha, que deverá ser apresentada no ato da vacinação. 

 

 

Influenza

 

É uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção (crianças menores de 5 anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais).

A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém‐contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz.

A transmissão é muito elevada em ambiente domiciliar, creches, escolas e em ambientes fechados ou semifechados, dependendo não apenas da infectividade das cepas, mas também do número e intensidade dos contatos entre pessoas de diferentes faixas etárias. A transmissão também é elevada em aviões, navios e outros meios de transporte coletivos.

 

 

 
 
 

 

Rua: Pernambuco, nº 60 - Centro
CEP: 35500-008 - Divinópolis / MG
Atendimento de segunda a sexta, das 08:00 às 16:00 horas.
Telefone: (37) 3229-6500
© Copyright Instar - 2006-2017. Todos os direitos reservados. Instar Internet.

icone instar © Copyright Instar - 2006-2017. Todos os direitos reservados.